Diversas publicações tem utilizado o VEMP como método para diagnosticar ou mesmo contribuir para o diagnóstico das mais diversas patologias otoneurológicas, como:

- Síndrome de Ménière
- Deiscência de canal semicircular superior
- Neuronite vestibular
- Schwannomas vestibulares
- Controle após administração intratimpânica de gentamicina
- Fístula perilinfáticas